15/06/2011

sabor a sal

a vida é um mar de promessas e, quando menos se espera, um novo rumo aguarda-nos, inteiro! está ali, à nossa espera. chama-nos a sorrir. sem pressas, sem angústias. por que levamos tanto tempo a decidir? de quem temos nós tanto medo? que magoe? da solidão? do engano? patetas! a vida é isso mesmo. conjugar dos contrários numa mão e reencontro connosco na outra. ah, sedução da alma... esta vida faz-me perder a cabeça. sorri-me nos olhos e sussurra-me aos ouvidos:
«não tenhas medo. vem. deixa-te ir. deixa-te ir.»
a vida está a seduzir-me e eu estou a ficar apaixonada. como gosto de viver, meu Deus! como gosto! vou perseguir sorrisos com a fúria das tempestades, até ficar exausta e não conseguir mais do que deixar-me cair no chão, de sorriso estampado nos lábios. quero ser criança até ao final, até ao desagregar de cada átomo meu nas mãos do universo.
«não tenhas medo.»
diz-me a vida a sorrir... sacana! como mexe comigo! como adoro viver!

4 comentários:

Luís D. P. Rodrigues disse...

Last lign is visa ou vida. Bjjjj

JRL disse...

;D

Laura Ferreira disse...

Belíssimo...

JRL disse...

Obrigada, Laura, pelo simpático comentário.